Ocorreu um erro neste dispositivo

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Dentada do Cão de Fila!!!


Não vai haver milhões para os ladrões!!!

Declaração de Voto
              
Os Vereadores do PSD votaram contra a opção da maioria socialista de solicitar o Plano de Reequilíbrio Financeiro para o Município de Vila Franca do Campo, pelas razões apresentadas na Declaração de Voto constante da acta de 3 de Agosto de 2010.
O Presidente da Câmara Municipal durante a discussão e análise do referido Plano de Reequilíbrio Financeira sempre “encheu a boca” a dizer que a situação de Desequilíbrio Financeiro era o resultado da gestão dos executivos anteriores da responsabilidade do Vereador Rui Melo.
Assim, qual não é o nosso espanto, na discussão da Alteração Consignada nº 6 ao Orçamento, para cabimentar a receita do empréstimo do Plano de Reequilíbrio Financeiro, constatamos que no âmbito da distribuição da despesa não está previsto o montante suficiente para a empresa municipal VFC – Empreendimentos , EM , participada na empresa Gesquelhas, SA, detentora do Pavilhão Multiusos / Açor Arena para reequilibrar as suas contas. A verba prevista de 2.400.000 € destina-se a liquidar o passivo da VFC – Empreendimenos, EM , restando uma verba insignificante para equilibrar, como é obrigação da Câmara Municipal, a Gesquelhas, SA.
Agora se percebe porque é que até ao momento não foi realizada a Assembleia Geral da Gesquelhas, SA que tinha como obrigação aprovar a Conta de Gerência de 2010 da referida empresa e enviar à Câmara Municipal a fim de constar como anexo da Conta de Gerência da citada Câmara (Abril 2010). Aliás registe-se que o Senhor Presidente da Câmara em resposta, ao ser questionado sobre a ausência da Conta de Gerência do ano de 2010 da Gesquelhas,SA, foi nos informando que o Técnico de Contas da empresa estava a acompanhar o assunto com conhecimento do Tribunal de Contas que aguardava a conclusão do Plano de Reequilíbrio Financeiro.
Eis a nossa admiração pela ausência dos números necessários ao equilíbrio das contas da Gesquelhas,SA.   
O nosso voto contra tem ainda mais razão, quando se gasta mais de 3.300.000 € em acordos judiciais amigáveis, prescindindo dos Julgamentos e Acórdãos finais dos Tribunais sobre os processos em contencioso.
Também dá-se destino diferente ao dinheiro para equilibrar as contas do Município, para cabimentar e pagar despesa significativa realizada durante o ano de 2010,ou seja despesa efectuada durante o período que decorreu entre a elaboração do Plano de Reequilíbrio Financeiro até aos dias de hoje, da responsabilidade do actual Presidente da Câmara, montante de cerca de 2.000.000 € (indicação da Conta de Gerência de 2010).
A estranheza aumenta ainda quando para Eventos Promoção Turística é indicada a verba de 262.422.00€, para subsídios às Juntas de Freguesia mais 185.118.64€ e Apoios a Instituições 205.416.43€.
Os Vereadores do PSD desejam que todas as entidades envolvidas na aprovação e acompanhamento do Plano de Reequilíbrio Financeiro acompanhem o destino dos 30.500.000€ sem desvios para garantir o reequilibrar das contas do Município.
Por último, ao anunciar o Voto Contra dos Vereadores do PSD, o Presidente da Câmara Municipal declarou encerrada a reunião da Câmara, muito exaltado, de pé e abandonando a Presidência da Mesa, não quis ouvir a leitura desta declaração de Voto, insultando em voz alta o Vereador Rui Melo com termos e gestos que demonstram a baixa educação e ausência de perfil democrático do senhor António Cordeiro, não querendo ouvir e dizendo “apresenta por escrito que eu não quero ouvir” abandonando a sala.
Presentes nesta reunião da Câmara Municipal o seu Presidente, a Vereadora Helga Costa, a Vereadora Maria Eugénia Leal, O Vereador Rui Melo, a Coordenadora D. Luísa Simas e o Chefe de Divisão Dr. José Braga, devido ao encerramento da reunião pelo Presidente ficaram todos sem saber como votou a Vereadora Helga Costa porque até ao momento manteve-se calada. Prevendo que se o seu voto fosse de aprovação haveria um empate na votação, por estarem presentes número par de autarcas.
O Presidente da Câmara Municipal último a votar, teria que usar o voto de qualidade para viabilizar a proposta. Devido ao encerramento prematuro da reunião e ao abandono do mesmo da sala, ficamos só a saber a intenção de voto dos Vereadores do PSD, logo a proposta de Alteração Consignada nº 6 foi rejeitada com os votos do PSD ou não está votada pelas circunstâncias anteriormente descritas relacionadas com a atitude do Senhor Presidente da Câmara Municipal.
Os Vereadores do PSD na defesa da transparência, do rigor e da legalidade da aplicabilidade do Plano de Reequilíbrio Financeiro, darão conhecimento desta declaração à Secção Regional do Tribunal de Contas, à DGAL – Direcção Geral das Autarquias Locais, à Inspecção Administrativa Regional, à Caixa Geral de Depósitos líder do consórcio financeiro e restantes instituições bancárias envolvidas.  
            

Vila Franca do Campo, 16 de Agosto 2011
                            
                                        Os Vereadores do PSD
                                        
                                        Rui Carvalho e Melo
                                        
                                        Maria Eugénia Leal
   

  

Crónica da Dona Beganga nº 14


Caros leitores, é com alegria que anunciamos o fim oficial do período de férias da nossa equipa… Como não foi possível tirarmos férias todos ao mesmo tempo, tornou-se necessário esperar até estarem todos no activo, já que cada membro desta equipa desempenha funções essenciais tanto no desenvolvimento dos conteúdos como na manutenção da “paz e segurança” do blog.

Ora bem, vamos por partes para não ficar nada por dizer:

Parte 1 – São João Deles 2011
Como a equipa do Bufo tinha alertado, marchas até ás 3h da manhã foi muito bom e os casais que têm crianças adoraram a festa… Aquilo eram berros e coices durante o fogo-de-artifício que consolou a ver.
O “Rei Mago” do som de Vila Franca continua a mostrar a sua incompetência a todos os níveis demonstrando a todos que não tem qualidade para fazer mais do que um “José Ventura ou/e Mané Maria” o som do “Marchódromo do Cão de Fila” estava a nível de um qualquer urro da “canada da ribeira”.


Os “concertos juvenis” no Porto de Pescas encheram os bolsos do electricista/produtor de espectáculos/caloteiro/putanheiro, mas parece que ele esqueceu-se de pagar as despesas… Mais um grupo de palhaços seguidores e crentes fiéis ficaram com os bolsos a arder.


A nossa câmara que anunciou aos 7 ventos que os espectáculos teriam um custo 0€ para a autarquia, recebeu recentemente uma factura de 11.000€ (onze mil euros) só da PSP (polícia de segurança partidária). Dizem as más bocas que ainda virão mais facturas semelhantes… Esperemos para ver.
A equipa do Bufo teve direito a livre transito e puderam observar serenamente o transporte das “sacas de dinheiro” para dentro de carros de particulares, bem como alguns pagamentos em dinheiro muuuuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiitttttttttttttoooooooooooo duvidosos… Mas vamos guardar estas imagens para altura oportuna. Algo nos diz que ainda vão ser muito úteis…

Muito andamos neste São João, vimos e ouvimos tudo… Bom… Tudo menos o Hino de São João… Nem na alvorada… Tristeza… Assassinos de tradições!!!

E a maravilhosa inauguração das “praias de Água D’Alto”??? Aquilo está bom? Ficou melhor? Serve a Vila? Os problemas do transito estão resolvidos??? Só quem não vive a Vila pode afirmar que aquela é uma obra que veio melhorar alguma coisa. Após o “Happy Joe” ter aberto os cordões da bolsa sem fundo (Sócrates), parece-me que quase todos os problemas se mantêm e alguns pioraram… O pior é que agora já encontraram o fundo da bolsa (Passos Coelho)!

Ainda no São João, é inadmissível a constante venda de álcool a menores, garrafas de vidro e a falta constante de instalações sanitárias… Ninguém actua, o rei vai dormir com os seus súbditos e o faroeste tem início na Vila. Nada de novo, apenas a constatação de factos consumados.
Quanto a polícia, era vê-los ás dezenas nos gratificados e quando a população necessita que façam o trabalho para o qual são remunerados mensalmente nem vê-los! A equipa do Bufo sempre achou que polícia de VFC era deficitária no tempo do “Mafalda”, mas no tempo do “sarralha” isto está muito melhor… Mesmo muito melhor… Parece que os requisitos para se chegar a chefe da PSP de Vila Franca incluem ser tolo de nascença e palhaço por opção.

Parte 2 – Semana da Juventude da Bevitas e festival de Verão dos Presidentes da Junta
O esforço de revitalização do jardim é louvável, mas a equipa do Bufo apenas tem visto um beneficiário… O Saraiva! Não temos nada contra quem pratica o seu negócio honestamente, mas existem mais espaços em Vila Franca que necessitavam urgentemente de revitalização… Ora perguntem ao Sr. Pinto se ele não dava um testículo e meio para haver um plano de revitalização da zona do Infante ou zona da melhor esplanada vazia do universo conhecido!!!
Estas semanas da juventude são intragáveis e desenvolvidas por gente que de música e afins apenas percebe de ligar o rádio quando chega ao trabalho… E é bom que o rádio não tenha muitos botões, porque assim fica muito confuso para eles! Oram digam lá quantos jovens participaram na semana da juventude? E quantos foram os que gostaram?

Quanto ao festival de verão dos presidentes da junta, a equipa do bufo irá deixar que as imagens falem por si só…






Parte 3 – Brigam as comadres, descobrem-se as verdades!
Caros Vilafranquenses, foi com absoluto tédio que a equipa do Bufo assistiu à briga entre a “varredora da cultura” e a “vice mecânica”… Nada de novo, já se esperava algo parecido. Depois de uma troca de palavras que incluíram “pérolas orais” como: “grandessíssima puta” e “esse paneleiro que tá aí”; saiu a vice de baixa psicológica e a “varredora” de………….. Férias! Pois claro… Esta gente tem mais férias que o “Marim Jeremias”.
Coisas que a equipa do Bufo descobriu através da zanga:
- O Sú Pesidént está “preso” ao Sú Mestre através de umas facturas fraudulentas de centenas de milhares de euros passadas na altura da campanha eleitoral para justificar a entrega de janelas de alumínio e material de construção em troca de votos dos “pobres de espírito”.

- A vice está oficialmente de costas voltadas ao Sú Pesidént porque este deixou de proteger a melhor esplanada do universo conhecido… Acabaram os almoços da câmara no bar cor-de-rosa!
- Da zanga saiu a promessa que ambas irão concorrer como independentes ás próximas eleições autárquicas, isto se o Sú Pesidént não “largar o osso”.
- Foram também feitas algumas afirmações muito graves de ambas as partes, que a equipa do Bufo irá optar por revelar assim que forem confirmados os factos… Desta gente não se pode acreditar em nada!
- O Sú Pesidènt tem espalhado pelas ruas da Vila que está a fazer tudo ao seu alcance para despedir o Sr. Pinto, mas a equipa do Bufo sabe de fonte segura que o Sr. Pinto guarda em casa, numa caixinha de fósforos, toda a coragem do Sú Pesidént… Diz que ele tem medo, muito medo do Sr. Pinto. O Bufo sabe bem porquê, mas também não vai dizer…

Parte 4 – As aventuras do Sr. Pinto no maravilhoso país do “tacho d’oiro”
Ora bem, a equipa do Bufo tem familiares e conhecidos inscritos ou em vias de se inscreveram na escola profissional. Como tal, quase numa base diária, alguém vai à escola para tratarem de assuntos relacionados com os seus estudos… E Pinto??? Nunca está lá… Diz a vizinhaça que ele aparece no máximo 2/3 vezes por semana à hora que lhe apetece e se lhe apetece…
A equipa do Bufo sabe até que a própria direcção regional da educação esteve semanas a tentar falar com o “director fantasma” sem sucesso.  Relembramos que a referida cavalgadura aufere 2500€ (dois mil e quinhentos euros) mensalmente. E para quê? Para andar a fazer de cozinheiro (nem nisso ele vale alguma coisa, já que a comida estava uma merda) no seu maravilhoso e estrondoso bar… E porque é que um homem de tão alto valor profissional se sujeita a “trabalhos menos dignos” da sua posição??? Muito simples: Toda a equipa que trabalhava na melhor esplanada do universo conhecido despediu-se em bloco e sem aviso prévio. E porque é que a maior cabeça a se passear nas ruas da Vila desde o “adjunto do cão de Fila” deixou que o “comessem por trás” dessa maneira? Porque não pagava os vencimentos!!! Nem as rendas a horas para que conste!!!
E é assim, meus caros Vilafranquenses… Isto é tudo deles e ninguém faz nada!!! A equipa do Bufo ainda está à espera do depósito de cerca de 2000€ (dois mil euros) de lucros do bar da escola profissional, na conta da Fundação ou da Escola… Tic Tac Sr. Pinto Tic Tac


Parte 5 – Casamento do Ano
A equipa do Bufo deseja as maiores felicidades a um casal cuja história de amor nos tocou profundamente… Reza a história que a quando da vitória do Sú Mestre em todos os concursos de obras desta câmara, estas duas pessoas não se conheciam e não tinham nenhum interesse em comum… A equipa do bufo confirmou através das actas da câmara que eles não se conheciam nem tinham nenhuma ligação afectiva, daí a “varredora da cultura” votar a favor de todo e qualquer concurso ganho pelo Sú Mestre. De uma forma desinteressada e apenas baseada nos apertados critérios de selecção impostos pela maravilhosa lei portuguesa…
Passados menos de 2 anos, estas pessoas que não se conheciam e nada tinham em comum resolvem casar. Esta é uma história de amor à maneira antiga, que muito comove esta equipa e desejamos do fundo do coração que sejam muito felizes na “puta que os pariu”!
Não se sabe se foi da queda no tanque dos marrecos da avenida por altura da festa de São Pedro ou se é estupidez de nascença, mas a “varredora” queria casar na igreja do Sr. Da Pedra, quando? No sábado do Sr. Da Pedra!!! Graças da Deus, alguém teve o bom senso de impedir tal coisa… Não, não foi o sr. Provedor!!! Com este não podemos contar para nada!
A boda será mais ou menos assim:



A crónica já vai longa e as línguas da vila já vão ter muito para discutir estas semanas…
Resta-me despedir em nome da Equipa do Bufo da Vila, deixando a seguinte mensagem musical:
Aguenta Sú Pesidént... Vem aí uma grande dentada do "cão de fila"!!!

A VILA ACIMA DE TODOS NÓS!